Segunda-feira, 18 de Outubro de 2010

MOURINHO EM ESTADO DE GRAÇA

 

Mourinho está em alta nos media espanhois depois das últimas exibições do Real Madrid.

 

Estes são alguns dos títulos que dão hoje corpo a esse estado de graça no olhar de dois dos principais jornais diários castelhanos.

 

O técnico português sorri mas não se deslumbra, após semanas a ser trucidado pelo sub-rendimento das suas estrelas milionárias.

 

Mou reconhece melhorias nas ultimas prestações da equipa madrilena, mas recorda que a boa, como a má-forma, resultam de trabalho e talento, mas também uma percentagem de sorte.

 

A inteligência está em reduzir, ao mínimo, a dependência do factor sorte, na busca do resultado positivo.

 

 

Mourinho o la inteligencia del camaleón

 

Guardiola no sabe gestionar a 22 estrellas, Mourinho sí!

 

El Bernabéu se enamora

 

Mourinho: "España no conoce a Ibra"


publicado por António Mateus às 18:50
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 30 de Setembro de 2010

MANDELA DERROTADO


O emblema dos Springboks vai desaparecer do peito das camisolas do rugby sul-africano.

Quando os (ainda) Springboks entrarem em campo no próximo ano, na Nova Zelândia, para defesa do título mundial, terão do lado esquerdo do peito das camisolas o símbolo da Protea e, no extremo oposto, o logo da prova.

 

O emblema dos Springboks, que é um dos mais prestigiados e antigos do rugby mundial, só poderá, quando muito figurar numa das mangas, antes de cair em definitivo, para aplauso dos movimentos anti-apartheid mais radicais que sempre o associaram às políticas descriminatórias raciais.

 

Nelson Mandela pugnou sempre, no entanto, pela defesa daquele símbolo na selecção sul-africana de rugby, como gesto de reconciliação com o povo afrikaner, que tinha o centro da sua cultura desportiva nesta modalidade.


publicado por António Mateus às 22:30
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 29 de Junho de 2010

PORTUGAL EMPRESTA LUZ DE MANDELA

 

A magia de Mandela enfeitiça Portugal!

 

Carlos Queiroz convidou o capitão histórico dos campeões mundiais de rugby de 1995 a partilhar com o selecionado português o segredo que converteu um "quinze" sul-africano (então) frágil animicamente no único conjunto que travou e bateu os "all blacks" do gigante Jona Lomu.

 

Uma epopeia retratada no filme Invictus ( "inconquistado" ou "inconquistável" em latim) onde Morgan Freeman e Matt Damon representam fielmente os papeis de Nelson Mandela e François Piennar.


Foi só uma das histórias reais mais comovedoras e cheia de luz que já testemunhei enquanto ser humano, primeiro, e jornalista, depois.

O próprio Mandela pediu a Morgan Freeman que interpretasse a sua personagem no filme cujo título é "importado" de um poema (1) publicado em 1857 pelo britânico William Ernest Henley e que era leitura de referência de Mandela durante os 27 anos por este cumpridos em prisão.

 

O filme aborda o visionarismo de como um líder político negro – Nelson Mandela – e um líder desportivo branco – François Piennaar (capitão da selecção de rugby sul-africana) protagonizaram um abraço racial “mágico” num país que ameaçava explodir em guerra civil.
O lendário capitão sul-africano partilhou agora com a selecção portuguesa os segredos motivacionais que tornaram a equipa do seu país num conjunto imbatível, a começar pelo vivenciar do poema de Invictus, que foi um dos pilares de verticalidade do próprio Mandela.

(1) Invictus
Out of the night that covers me,
Black as the Pit from pole to pole,
I thank whatever gods may be
For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance
I have not winced nor cried aloud.
Under the bludgeonings of chance
My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears
Looms but the Horror of the shade,
And yet the menace of the years
Finds, and shall find, me unafraid.

It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll.
I am the master of my fate:
I am the captain of my soul.


publicado por António Mateus às 11:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 1 de Abril de 2010

FUTEBOL FESTA

 

   Benfica "vira" em vitória por 2-1 na Luz o duelo de gigantes com o Liverpool.

   Na África do Sul "ataca-se" de frente o problema da criminalidade para fazer do Mundial de Futebol a festa que o desporto deve ser.

 

   No país onde Nelson Mandela apostou no desporto (rugby) como pilar da reconciliação nacional (vidé filme "Invictus"), o futebol é o desporto-rei da maioria negra e será, certamente, um "Mundial" memorável.

 

 

 


publicado por António Mateus às 22:01
link do post | comentar | favorito

TRANSLATE THIS BLOG TO ANY LANGUAGE

António Mateus

Escritor e jornalista. Nasceu em 1960 em Castelo Branco, filho de uma socióloga e de um Oficial de Cavalaria. Licenciado pela UTL e iniciou a sua actividade jornalística no jornal O Globo em 1982. Continuar a ler (...)

Os meus livros

Selva Urbana, edições Colibri. "Selva Urbana – ponte entre olhares e sensibilidades de dois mundos, duas culturas, dois continentes, situações humanas comuns – é uma sequência de retratos publicados em colunas semanais num jornal diário de cariz económico, Jornal de Negócios (...) Comprar

Homens vestidos de peles diferentes, editora Ulmeiro. Comprar.

pesquisar

 

links

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Outubro 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds