Domingo, 14 de Junho de 2009

PORTUGUÊS ILIBADO DE SABOTAGEM

 

   Um português acusado de tentativa de sabotagem de Cahora Bassa foi libertado junto com os outros três suspeitos após mais de um mês de prisão por a suspeita se ter provado sem fundamento


   Os quatro pertencem a um movimento espiritualista que acredita na fomentação de energias positivas através de materiais como a orgonite, matéria que tinham largado na represa do Songo arrastando assim a acusação.


   Situado no noroeste de Moçambique, o empreendimento hidroeléctrico de Cahora Bassa é o maior investimento feito pelos contribuintes portugueses fora das fronteiras do país e só passou a controlo maioritário moçambicano há pouco mais de um ano.


   Além do cidadão português, os acusados eram de nacionalidades sul-africana, tswana e alemâ.

 


publicado por António Mateus às 22:21
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 11 de Junho de 2009

MORREU RANGEL

 

  Foi um dos cada vez mais raros jornalistas lusófonos a quem tiraria o chapéu, se o usasse.

 

  O foto-jornalista moçambicano Ricardo Rangel morreu em paz aos 85 anos durante o sono.

 

   Conheci-o enquanto fui chefe da delegação da agencia Lusa em Moçambique nos anos 80. Ele um reporter tarimbado e eu um recém-apaixonado por um país de rastos onde até uma simples pasta de dentes era um produto precioso no rarefeito mercado local.

 

   Ricardo Rangel participou em dezenas de exposições em diversos países, incluindo o Museu Guggenhheim, em Nova Yorque, e foi condecorado com o grau de Oficial das Artes e Letras pelo governo francês.

 


   A sua impressão digital neste mundo é bem maior do que aquele olhar severo com que nos fuzilava; é a de um observador nato, um homem com um fundo e valor humano raros.

 

   Um daqueles jornalistas em extinção, humilde, aberto à crítica, alheio às guerras das audiências, aos sound-bites, ao amiguismo e ao vazio de referências.

 


publicado por António Mateus às 20:41
link do post | comentar | favorito

UMBIGUISMO EM EXPANSÃO

 

   Como é habitual, no nosso Eurocentrismo, vamos ignorar ou até menosprezar o alerta do rei zulu Goodwill Zwelithini mas se por acaso fôssemos mesmo uma sociedade culta, como gostamos de acreditar, teríamos uma atitude bem diferente.


   Zwelithini é a primeira figura de uma das maiores e mais antigas etnias de África, portadora de valores colectivos que só perdemos em ignorar.


   Entre nós será unânime criticar o colonialismo e o racismo mas quando milhares de zulus sofrem de fome numa das regiões mais ricas do mundo em termos agrícolas e todos ignoramos os protestos de Zwelithini quem será que está errado? Ele ou nós?


   É claro, como as televisões não o mostram e isto se passa no hemisfério sul, não temos nada a ver com isso.


   E assim vai a nossa civilização.

 

 



publicado por António Mateus às 20:24
link do post | comentar | favorito

OLÉ CRISTIANO

 

   A notícia correu rápida no Twitter. O Real Madrid aceitou pagar 80 milhões de libras (quase 93 milhões de euros) ao Manchester United pela transferência de Cristiano Ronaldo.

   Um namoro que se arrastava há vários anos e fazia as delícias dos especuladores destas coisas.

   Preparem-se agora para os maus figados britânicos que se auto-baptizaram de país do fair-play quando a História mostra uma verdade bem distinta.

   Em centenas de blogs e sites da internet já se multiplicam as bocas mais insultuosas e imaginativas contra o jovem madeirense.

   Quem acompanha este blog sabe que estou longe de morrer de amores pelo CR7 mas há que haver coerência no profissionalismo, independentemente de se questionar se o dito cujo vale ou não esse dinheiro e se fez ou não uma boa aposta pessoal.

   Por um lado o Real Madrid é uma máquina trituradora de pessoas enquanto o Manchester United protege os seus.

   Por outro, se Cristiano Ronaldo já mostrou que dá o litro nos treinos e nos jogos por outro está longe de reagir bem a situações adversas como atestam as suas atitudes de prima-donna quando é substituído e a sua prestação ridícula enquanto capitão da selecção nacional.

 

 


publicado por António Mateus às 10:40
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 10 de Junho de 2009

PORTUGUESA SOBREVIVE A DESASTRE


 

    Mónica Bragança, portuguesa, 30 anos, escapou por milagre a um acidente na África do Sul quando a pick-up que conduzia chocou de frente com uma avioneta que fazia uma aterragem de emergencia.

   O acidente ocorreu domingo na região de Krugersdorp, arredores de Joanesburgo.

   A portuguesa, uma amiga e um amigo vajavam na altura numa estrada rural. Os três integravam um grupo de praticantes de "freeboarding", desporto radical que consiste no controlo de "skateboard" em estradas com um declínio acentuado.

   O acidente ocorreu quando o trio ia recolher o grupo que acabara de descer a rampa nos "skateboards". Uma avioneta Piper Cherokee com dois ocupantes aterrou na altura de emergência na estrada, a uns 10 metros da viatura, em sentido contrário, tornando a colisão inevitável.

  

  Membros do grupo que aguardava boleia no fundo da estrada aperceberam-se do acidente e acorreram ao local, salvando o piloto e seu passageiro, que se encontravam feridos no interior da avioneta.

 

   Mónica e os amigos Anna Vaulina e Tony Aswegan (que viajava na caixa aberta da pick-up e foi projectado uns 10 metros pela colisão) sofreram apenas escoriações pequenas.

 

   «Tivemos muita sorte em estar no carro que estávamos», afirmou Mónica Bragança. A «pick up» tinha à frente umas barras de ferro que preveniram que o embate tivesse consequências mais graves.

 


publicado por António Mateus às 21:47
link do post | comentar | favorito

LUSODISSONÂNCIA

 

   Preso por ter cão e por não ter. É o que se poderia dizer dos promotores de um acordo ortográfico no mundo lusófono.

   Do Brasil, o DN dá conta de críticas a tal esforço normalizador, ecoando idênticos anti-corpos subscritos deste lado do Atlântico.

   Não está em causa a ”utilidade” estratégica de tal esforço em termos politicos e comerciais mas sim as implicações para os utentes do português, pintado com estas ou aquelas roupagens, consoante o meridiano em que é escrito ou verbalizado.

   Além de o jornal O Globo já ter dado voz às resistências assumidas deste lado, sob o título “Portugal Reage”, o jornalista e escritor Carlos Heitor Cony, membro da Academia Brasileira de Letras, é citado entre os acordo-cépticos.

   "No tempo do Getúlio (Brasil) e de Salazar (Portugal) foram feitos acordos que não prevaleceram, porque, na realidade, quem faz a língua não são as academias, nem os governos. Quem faz a língua é o povo," afirma. "Os portugueses jamais vão deixar de chamar o trem de 'comboio', não adianta.

   Em Portugal, 'facto' é 'fato', e 'fato' é 'roupa'. Também temos nossas particularidades e jamais vamos chegar a um acordo".

   O DN cita ainda Desidério Murcho, da Universidade Federal de Ouro Preto, a sustentar que "as pretensas vantagens do acordo são como as vantagens de ter gnomos de barro no jardim: são decorativos, mas não fazem a poda por nós".

   Até porque, refere, "não há qualquer impedimento ortográfico à presença dos livros portugueses no Brasil, por exemplo. Na verdade, na biblioteca de filosofia da minha universidade encontram-se imensos livros portugueses e nem os meus colegas nem os meus estudantes se queixam da ortografia. Mas todos se queixam de ser muito difícil comprar livros portugueses".

   Por fim, o jornalista José Carlos Tedesco lembra que, "entre os quase 200 milhões de brasileiros, muitos não conseguem sequer cumprir as regras antigas e, portanto, terão grande dificuldade - ou irão mesmo ignorar - as novidades". 


publicado por António Mateus às 12:34
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 9 de Junho de 2009

SER OU NÃO BOM AMANTE

 

 

   A auto-estima de um adulto ou adolescente no campo íntimo passa também pela imagem que faz de si como amante.


   Mas como avaliar isso em nós mesmos se o "espelho" disponível pode, por amor ou falta dele, distorcer a imagem real? Será que isso, no caso positivo, importa?

  

   Aqui, como em todos os campos da vida, resta-nos melhorar os nossos pontos menos bons e investir nas virtudes porque a auto-estima SAUDÁVEL é um primeiro pilar de um ser humano positivo.


   No site que abaixo lhe deixo têm um bom guia para essa aventura. Boa sorte!


http://www.health24.com/sex/Tips_techniques/1253-1254.asp


publicado por António Mateus às 08:32
link do post | comentar | favorito
Domingo, 7 de Junho de 2009

MUNDIAL POR UM CANO

 

   Será um alívio ou um pesadelo Portugal ter ganho por uma unha negra na Albânia?

 

O facto de se ter mantido matematicamente possível o apuramento para a fase final do Mundial de 2010 na África do Sul seria motivo mais do que justificável de celebração.

 

Mas, por outro lado, voltou a ser confrangedora e penosa a prestação  do "onze" português, salvo in-extremis da humilhação por um conjunto sem história nem glória.

 

Tirando os golos e um penalty perdoado a cada uma das equipas pouco mais se viu em Tirana no tocante a oportunidades de golo construídas por futebolistas milionários.

 

Valha-nos o facto de a Suécia ter perdido em casa frente à Dinamarca e ser assim ainda possível chegarmos ao segundo lugar, garantindo o apuramento directo para a África do Sul.

 

Só que para isso Cristiano Ronaldo e companhia têm de passar a jogar na selecção nacional pelo menos metade do que mostram nos respectivos clubes em vez de parecerem uns monos desinspirados, uma colecção de prima-donas que por ali andam ao Deus-dará.


publicado por António Mateus às 07:17
link do post | comentar | favorito

ELEIÇÕES DO DESCRÉDITO

 

    Centenas de milhões de eleitores são chamados hoje às urnas para escolher eurodeputados do que poderia ser a nossa esperança.

 

   Se as campanhas eleitorais realizadas, pelo menos em Portugal, forem uma mostra do que os candidatos têm para nos oferecer, mais valia nem haver parlamento europeu, tal o deserto de ideias evidente.

 

   Sem excepção, assistimos horas a fio a tricas político-partidárias e mensagens para consumo doméstico, paroquiais e umbiguistas, sem qualquer rasgo de génio ou visão europeísta consistente.

 

   Em boa verdade como e porque criticá-los se o crivo analista dos media que os acompanhou e acompanha, concorre no mesmo sentido, limitando-se a ecoar as inanidades proferidas pelos candidatos?

 

  Vivemos tempos de políticos cada vez mais incultos em termos humanos "monitorizados" por jornalistas com idêntico perfil, com a agravante de nem uns nem outros se darem conta disso.

 

  Depois estranha-se que o descrédito de quem poderia participar votando ou assistindo através dos media (tv´s à cabeça) seja cada vez maior.


publicado por António Mateus às 06:38
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

DESLUMBRAMENTO!

 

 

    É só um dos filmes/documentários mais deslumbrantes que vi até hoje!

    "Home - O mundo é a nossa casa" - dispensa mais palavras ou imagens do que as que ele próprio contem.

 

     O filme propõe um olhar contemplativo e reflexivo sobre a Terra e quem nela habita.

      Desperdício, total, é não dar lhe dar, pelo menos, a oportunidade de lhe abrir o seu sentir e repensar o seu estar.

      Tente! Já!

      http://www.youtube.com/user/homeproject?blend=2&ob=1

 


publicado por António Mateus às 12:58
link do post | comentar | favorito

pesquisar

 

links

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Outubro 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds