Quinta-feira, 5 de Março de 2009

PRESIDENTE PROCURA-SE

 

  O primeiro Presidente em funções a ter um mandado de captura (por acusações de crimes contra a humanidade) desafiou o Ocidente a levá-lo a tribunal.

   24 horas após ter sido formalmente acusado pelo Tribunal Internacional de Haia por crimes cometidos no Darfur, Omar al-Bashir expulsou do seu país 10 ONGs internacionais.

   Bashir argumenta que os ”verdadeiros criminosos são os Estados Unidos e a Europa”.

   A emissão do mandado contra Bashir dividiu a comunidade internacional, com a China, Rússia, Liga Árabe e União Africana a exigirem o cancelamento da medida.

   As decisões do Tribunal de Haia só podem ser suspensas (e por 12 meses) pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas. 


publicado por António Mateus às 11:07
link do post | comentar | favorito

BEBÉS A LA CARTE

 

    Bebés à la carte. A oferta do Fertility Institute norte-americano permitia aos pais escolherem agora até a cor dos olhos e da pele dos seus meninos.

 

    Só que o acesso ao “catálogo”  agitou de tal forma a opinião pública e dividiu a comunidade científica que a “oferta” foi (pelo menos) suspensa.

 

    A excepção continua a ser a prevenção de maleitas graves como a doença dos pezinhos.

 

    Apesar de em Portugal haver pais alguns pais já terem solicitado a escolha pigmentar dos respectivos bebés a lei permite apenas a selecção embrionária para tratamento de doenças graves ou evitar a sua transmissão.

 

    O tema é no mínimo controverso mas - garantem os “realistas” – num Mundo cada vez mais competitivo e em despojamento de ética, a escolha tecnológica de ”vantagens” estéticas para os novos seres é apenas uma questão de tempo.

 

 


publicado por António Mateus às 09:45
link do post | comentar | favorito

CALINOS VERSUS COLÉGIO MILITAR

   É caso para dizer que quanto mais sabemos a fundo de algo mais tememos que diariamente nos sejam servidos noticiários pejados de erros.

 

   Isto se extrapolarmos para um alinhamento geral as imprecisões ou erros factuais grosseiros cada vez mais prevalecentes e detectáveis nas tais áreas que conhecemos a fundo.

 

   Vem isto a talhe de foice do que li, escutei e vi sobre o Colégio Militar, em peças quase sempre assinadas por alguém que obviamente não fazia a mínima ideia do coração da questão em si.

 

   Dou até de barato que os(as) ditos(as) jornalistas tivessem redigido as respectivas peças de boa-fé, sem preconceitos e antes tropeçado no ecoar de premissas já manipuladas ou acabassem por o fazer ao darem eco a opiniões com segundos interesses e pseudo-factos.

 

   É alucinante o nível de violência registado todos os dias em grande parte das escolas portuguesas, com agressões entre alunos e destes a professores mas aos ditos jornalistas preocupa-os que no Colégio Militar uns alunos "torturem" outros com flexões de braços.

 

   A culminar as atoardas, um jornal diário veiculou na semana passada diversos artigos em "denúncia" de que alunos do 11º ano teriam sido supostamente violentados a ponto de irem parar ao hospital.

 

   Deixo apenas uma dica.. alunos dessa idade já estão no topo da hierarquia do Colégio Militar...acha que alguém os torturou ou andaram a dar uma de "Rambos"?

 

 

publicado por António Mateus às 00:03
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 4 de Março de 2009

MILAGRE DE MÚSICA

 

   É só um dos documentos humanos que mais me tocou nos últimos anos. E, garanto-vos, sei bem do que falo. Tanto por conhecer bem o Congo e Kinshasa (onde decorre a cena) como por já ter dado muitas voltas ao mundo.

 

   Quando se pensa na capital do Congo, a última imagem que nos vem ao espírito será certamente a de um nicho de intérpretes de música clássica e ainda menos de ópera.

 

  Especialmente quando os intérpretes são nas suas vidas “oficiais” vendedores ambulantes ou “desenrascados”do género e em todo o país não há uma única loja de instrumentos musicais clássicos.

 

   O resto…bem.Veja o clip anexo, e forme o seu próprio juízo.


publicado por António Mateus às 21:21
link do post | comentar | favorito

LIÇÃO DE DESPORTIVISMO

 

   Se dúvidas houvesse quanto à grandeza desportiva do futebolista argentino Lionel Messi, perdi-as ao ler a sua mais recente entrevista ao Público.

 

   Aquele que é unanimente reconhecido como o futebolista do mundo em melhor forma há vários meses, ao ponto de ter sido, por muitos, reclamado como o melhor de 2008 (em lugar de Cristiano Ronaldo) deu agora também a lição mais difícil fora dos relvados; a da humildade.

 

   Messi assume o seu amor e dedicação ao Barcelona (seu actual clube) e a admiração por diversos outros rivais, incluindo Deco e Cristiano Ronaldo.

 

   E vai ainda mais longe garantindo que longe de se ter sentido triste com a atribuição do titulo de melhor do mundo ao português, sente que o seu melhor prémio é o triunfo do colectivo a que pertence, neste caso, o clube catalão.

 

   Que contraste com o discurso umbiguista habitual das estrelas cadentes. 


publicado por António Mateus às 21:06
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Março de 2009

PESADELO SOBRE RODAS

  Já imaginou sentir algo a encostar-se à sua perna enquanto conduz, dar-lhe uma palmadinha e verificar que se trata de um réptil como o da foto acima?

   Bem! Não é ficção mas sim a experiência bem real de um casal de sexagenários que viajou 170 kms na África do Sul, com uma cobra cuspideira de Moçambique, até conseguir que um perito capturasse o réptil.

   Gordon Parratt, de 69 anos, manteve-se calmo durante toda a experiência que culminou uma visita ao Parque Nacional Kruger, junto à fronteira com Moçambique.

  Ele e a mulher, Ilda, de 65 anos, regressavam a casa após uns dias de lazer no parque quando verificaram que eram acompanhados por um  passageiro extra, aninhado junto aos pés do condutor…(imagine-se no lugar deste….brrr).

  Gordon manteve-se no entanto calmo o que o terá poupado a um ataque da cuspideira, que é uma das cobras mais perigosas da região. 


publicado por António Mateus às 22:08
link do post | comentar | favorito

ATAQUE MORTAL NO DESPORTO

 

 
   Que mundo é este que estamos a construir para os nossos filhos?

   Um comando armado emboscou no Paquistão a caravana onde viajava a selecção de críquete do Sri Lanka provocando seis mortos e sete feridos.

   O críquete é uma das modalidades desportivas mais prestigiadas e populares no mundo anglo-saxónico e o Sri Lanka ocupa o quarto lugar do ranking mundial.

   O incidente ocorreu próximo do Estádio Kadaffi em Lahore.

   Um grupo de 14 agressores, fortemente armados, provocou seis mortos entre a escolta policial da equipa visitante.

   Cinco dos feridos são jogadores da selecção do Sri Lanka.
  Desconhece-se ainda a autoria e motivação do ataque.

 


publicado por António Mateus às 21:33
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Março de 2009

O RESGATE DA AUTO-ESTIMA

 

   É uma daquelas ideias luminosas, com um timming perfeito.

 

   “Portugueses Esquecidos” é um livro que reboca a auto-estima portuguesa céu acima, numa altura em que a mesma se arrasta pelas calçadas.

 

   É do Porto o seu autor; Joaquim Fernandes, professor universitário e historiador.

 

  O livro documenta as vidas de 200 portugueses notáveis que não puderam, por diversas circunstâncias, dar à luz em Portugal as suas descobertas nas mais diversas àreas do conhecimento.

 

   Mas ajuda-nos também a entender a forma como a Inquisição e outras formas de repressão embotaram a originalidade e a criatividade nestes azimutes.

 

   Retenho do autor esta expressão:

“Assim saibamos, saibam os novos dirigentes da Nação, ter comportamentos diferentes e não mais de rejeição do que é novo e diferente”.

 

….assino por baixo! 


publicado por António Mateus às 20:13
link do post | comentar | favorito

NINO E A AMNÉSIA DA BRUTALIDADE

  

  

   Eram mortes anunciadas. Sem ser preciso um sangoma africano para o descortinar.

 

   Nino Vieira e o Chefe de Estado Maior Na Waié tinham literalmente um ódio de morte recíproco e foi isso que lhes caiu em sorte.

 

   Foi primeiro Na Waié, que por sua vez já sucedera a um Chefe de Estado Maior assassinado no seu gabinete em Bissau.  Agora em vez das balas o destino foi consumado por uma bomba que os apoiantes do general consideraram asssinada por Nino.

 

   O resultado foi um assalto retaliatório à residencia do Presidente da República, onde o entrevistei há dois anos.

 

   Recordo o cofre enorme atrás da sua secretária e de pensar “que cena caricata”. Uma espécie de banco do jogo do monopólio arrumado junto a uma porta de acesso ao jardim traseiro, através do qual Nino saía de casa.

 

   É um país com uma longa história de violências mas onde só se recordam as politicamente correctas.

 

   Alguém se lembra do assassínio brutal e gratuito dos majores portugueses que Spinola enviara para negociar um acordo de paz com o PAIGC à revelia de Lisboa?

 

   Alguém recorda as centenas de militares negros presos, executados e sepultados em valas comuns só por terem servido a bandeira portuguesa?

 

   Às vezes é melhor não haver memória. Sermos todos amnésicos. 


publicado por António Mateus às 19:37
link do post | comentar | favorito

pesquisar

 

links

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Outubro 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds