Domingo, 22 de Fevereiro de 2009

MUGABE O OBSCENO

 

   No Zimbabué, o ainda presidente Robert Mugabe gastou milhões de dólares em celebrações sumptuosas do seu 85º aniversário enquanto o Estado não paga aos professores, médicos e enfermeiros.

 

   A "festa" insulta um povo que celebrou a independência daquela antiga colónia britânca, sob a liderança da ZANU-PF, partido que parece ter esquecido os princípios humanistas defendidos nos seus primórdios.

 

   Pressionado pela comunidade internacional, Mugabe aceitou formar um governo de unidade nacional 11 meses após ter perdido eleições parlamentares mas está longe de assumir uma atitude construtiva face à oposição.

 

   Mugabe culpa a antiga potência colonial não só pelo colapso sócio-económico do país, mas também por uma epidemia de cólera que está a devastar o Zimbabué e já provocou ali quase quatro mil mortos.

  


publicado por António Mateus às 22:02
link do post | comentar | favorito
Sábado, 21 de Fevereiro de 2009

FANATISMO SPORTINGUISTA

 

   O Sporting venceu e convenceu com mérito no relvado, mas a vitória foi manchada por actos de fanatismo e violência de parte dos adeptos leoninos.

 

   Elementos da juventude leonina apedrejaram o autocarro onde viajou a equipa encarnada, no trajecto para o Estádio de Alvalade, e agrediram o roupeiro benfiquista.

 

   São cenas lamentáveis que continuam a envergonhar o desporto português e em nada dignificam os clubes que esses doentes apoiam, sejam eles de que cor forem. 


publicado por António Mateus às 23:26
link do post | comentar | favorito

SPORTING-BENFICA: HISTÓRIA EM JOGO

 

   No mundo anglo-saxónico há uma paixão pelos números e pelas estatísticas na análise desportiva.

 

  Pois bem! Dérbi (ou derby na grafia correcta original) é do que se trata e também, tal como o futebol (football) uma expressão e uma acção de baptismo inglês.

 

   Sporting e Benfica já se defrontaram umas 400 vezes. Reza a história que a primeira foi há 101 anos e que o Benfica venceu na altura, como visitado, por 2-0.

 

  Uma e outra equipa já “enfiaram” grandes tareias entre si; o Sporting “deu” 7-1 ao Benfica em 1986 e o clube da Luz devolveu a gentileza por 6-3 em 1994.

 

   Segundo o “site” footballderbies.com este é o oitavo melhor derby do Mundo, pela sua longa rivalidade.

 

   E isto graças também à média de três golos registada nos encontros entre as duas equipas; o sal e a pimenta do futebol.

 

   Logo à noite que ganhe o melhor em campo e que a arbitragem possa falhar, para qualquer dos lados, como os jogadores, sem por isso ser crucificada.

  


publicado por António Mateus às 08:42
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

GELO AMEAÇA GOLFINHOS DE MORTE

  

  Cinco golfinhos encurralados pelo gelo correm risco de morte no litoral da Terra Nova perante os olhares impotentes de residentes locais.

   Os mamíferos encontram-se exaustos a nadarem num redil de gelo cada vez mais apertado.

   Os golfinhos perseguiam um cardume de peixe quando ficaram encurralados numa enseada pelo movimento de uma placa de gelo.

   O vídeo acima anexado ilustra o drama vivido pelos animais e o sentimento de impotência de quem assiste a uma morte anunciada. 


publicado por António Mateus às 22:05
link do post | comentar | favorito

SALVA PELA PERUCA

 

   Pensou que já tinha ouvido todo o tipo de histórias?

  Bem. Então veja lá esta; nos Estados Unidos a peruca de uma mulher salvou-a da morte quando foi alvejada a tiro na cabeça por um ex-namorado.

   Briana Bonds conta a história toda no video que anexo acima, mas se não fosse o incidente ter sido reportado em tvs e jornais norte-americanos, pensaria que era uma tanga de 1 de Abril.
 
   Para quem não entende inglês ou quer uma versão “compacta” do incidente então aí vai;
 
   Ao sair de uma loja de conveniência em Kansas City, Briana cruzou-se com um antigo namorado, a quem rejeitara.
 
  A jovem mal tinha começado a afastar-se, ao volante do seu carro, quando sentiu uma pancada na nuca.  Fora atingida por uma bala disparada pelo dito-cujo mas, milagrosamente, escapou à morte.
 
   A bala fora deflectida pela armação da peruca enquanto o agressor foi “deflectido" para a choça:
 
   Briana teve então uma saída brilhante:
-  “Bem me pareceu que a peruca foi um bom investimento apesar de cara”.....dahhhhh

publicado por António Mateus às 17:10
link do post | comentar | favorito

OBAMA versus MACACO

Cartoon: New York Post

 

   Hipocrisia Ocidental ou dois pesos - duas medidas?

 

  Quando o mundo islâmico protestou a representação de Maomé em caricatura, como insulto aos seus valores religiosos, o Ocidente defendeu ao limite a liberdade de imprensa.

 

   Agora, quando o New York Post fez uma “charla” também em caricatura, onde Barack Obama é “linkável” a um macaco abatido pela polícia, num incidente (real) em Connecticut, lá vieram os racistas (ditos "anti-racistas") condenar a “ponte” como insultuosa.

 
   Estamos todos loucos ou quê?
 

   Em África quando me chamam branco, mulungo (ou outro sinónimo) com indicações racistas (e isso acontece amiúde), acha-se “normal”. Ao fim ao cabo é apenas – segundo os ditos “puristas” – uma contra-reacção aos “séculos de exploração colonial”.

 

   Mas se no mundo Ocidental, um não negro fizer uma piada sobre outros seres humanos mais pigmentados, isso já é algo reprovável e crucificável.

 

   Aprendi há muito que as pessoas mais inteligentes são as capazes de se rir de si mesmas e que não se levam demasiado a sério. E suspeito cada vez mais dos (auto-convencidos) donos da verdade única.

 

   Achei bem mais grave a falta de sensibilidade do Mundo Ocidental na ofensa a Maomé, porque sendo isso sagrado para os seus seguidores, que direito têm outras culturas ou sensibilidades de cruzar tal fronteira?

 

   Que eu saiba, a liberdade de uns acaba onde começa a dos outros.

   E isso funciona nos dois sentidos.

 

 

 


publicado por António Mateus às 13:00
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

NOVO JOGO SIMS

 
 

   É a mais recente proposta do universo “Sims” (enquanto não surge o Sims 3 aguardado ainda para este ano) , um dos jogos virtuais mais populares à escala universal.

 

   O Simanimals recria o ambiente da natureza e desafia os jogadores a cuidarem da fauna e da flora num bosque selvagem.

 

   É um jogo preferencialmente virado para crianças, com contornos próximos do mundo Disney, mas atrai outras faixas etárias habituadas a navegar no Sims.

 

  O cenário é um bosque com 25 espécies de animais e 50 de plantas.

 

   O objectivo é conseguir que tudo prospere num clima de felicidade apesar da tensão inata entre as espécies.


   Quer tentar? Experimente no link:


    http://www.simanimals.com/pt



publicado por António Mateus às 22:44
link do post | comentar | favorito

COM ELES NO SÍTIO

  

  Depois desta, a última coisa que se pode dizer da Geórgia é que lhe falta dignidade e coragem.

 

   Há seis meses, Moscovo ordenou a invasão do país, espalhou a destruição e morte, tudo em nome de uma alegada defesa da integridade do território.

 

   Os protestos internacionais multiplicaram-se mas no final a Rússia fez o que bem entendeu, quando bem entendeu. Como sempre vem fazendo há séculos.

 

   Na hora da ressaca política, a Geórgia pensou primeiro em boicotar o festival europeu da canção que decorre na capital russa em Maio.

 

   Mas ontem teve uma ideia ainda mais original e digna;  vai mesmo ao Eurofestival mas para cantar uma canção chamada “We don´t wanna Put in”, que é uma provocação assumida ao agora Primeiro Ministro russo Vladimir Putin.

 

   E isto para não se levar ao plano vernacular a tradução da expressão, que significa algo bem mais insultuoso ainda que intraduzível num blog como este.


publicado por António Mateus às 21:59
link do post | comentar | favorito

COLÉGIO MILITAR É TÍTULO

     Aprendi no Colégio Militar a ser rigoroso, justo e leal.   Princípios que aplico à minha maneira de estar na vida e na profissão de jornalista.
 
    Por isso me incomodam os artigos que li, em dois dias consecutivos, na imprensa sobre o Colégio Militar. E incomodam-me de duas formas;
 
1. Por esperar daquela escola uma irrepreensibilidade de métodos e ética;
2. Por não reconhecer nos artigos em questão nada que me permita concluir se houve ou não abusos aos parâmetros aceitáveis num estabelecimento com padrões de exigência muito elevados a todos os níveis.
 
   Sou ex-aluno e pai de um “rata” e, também por isso, muito atento à educação ali dada e a eventuais derrapanços ocorríveis num estabelecimento onde parte substancial da co-formação é atribuída aos graduados (alunos mais velhos e mais bem qualificados).
 
    Repito a expressão “incomodam-me” exposições mediáticas, quando feridas pela ignorância de factos essenciais a um posterior juízo equilibrado por parte dos leitores.
 
   É verdade que no Colégio Militar os alunos são levados a empurrar os limites das respectivas capacidades físicas e intelectuais.
   É uma opção consciente dos pais e (deveria ser dos alunos) que escolhem o Colégio para atingirem determinados patamares de excelência, para os quais se exigem forçosamente sacrificios.
 
   Todos sabemos que fazer, por exemplo, ginástica de alta competição, implica níveis de treino extremamente penosos para a esmagadora maioria das crianças, única forma de as fazer atingir os níveis de excelência procurados.
 
   Não consta que pais de atletas processem em tribunal os clubes ou treinadores que lhes exigem tantas vezes esforços a níveis limite.
 
   No caso pendente, das duas uma; ou estão em causa abusos ao quadro de referência explicado (e aceite) pelos encarregados de educação no acto de matrícula ou um desajuste óbvio dos queixosos relativamente àquele.
 
   Os artigos em causa não nos permitem, de forma alguma, concluir se foi um ou outro caso. Quando não se sabe ou consegue apurar e expor a verdade de forma equilibrada é sempre preferível defender a presunção de inocência e o direito ao bom nome.
    Ou sou só eu que penso assim por ser ex-aluno do Colégio Militar?

publicado por António Mateus às 14:41
link do post | comentar | favorito

BURACO CHINÊS

 

     De olhos em bico ficamos nós ocidentais quando olhamos a escala de tudo o que se relaciona com a China, desta vez pelo lado mau.

 

   O jornal Le Monde dá hoje eco de um mega escândalo de contas públicas chinesas, qualquer coisa na ordem de 878 milhões de dólares.

 

   Uma auditoria ao banco central revela que metade dos casos de irregularidades implicam três grandes bancos públicos chineses cotados na bolsa de Pequim.

 
   Como tudo na vida esta revelação pode ser encarada de pelo menos duas perspectivas contrastantes; Por um lado até o país em maior expansão económica a nível mundial terá de pôr em ordem o seu bancário.
 

   Por outro, depois de vários anos de corrupção instalada, a luta contra este “cancro” parece ter-se tornado palavra de ordem na China. 

 


publicado por António Mateus às 08:47
link do post | comentar | favorito

pesquisar

 

links

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Outubro 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds