Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2008

FUTEBOL MAGIA

 

  De futebol está o inferno cheio, diria o mais ferrenho adepto da chinchada tugolesa, face ao buraco negro em que parece mergulhar a selecção nacional e os tradicionais ditos “grandes”.
 
  No negrume em que alguns marinam sua bílis, se perde de vista a casa de partida de qualquer desporto, que – na sua génese – tem de passar sempre pelo lado lúdico, primeiro, e, depois, de construção humana.
 
  O mal não está, nem pode estar, no esgotar do arco-íris - mais do previsível e anunciado – da chamada “geração de ouro” e da qual ficou apenas o fogo-fátuo de um menino cujo ego emprenhou demasiado cedo.
 
  Diz a sabedoria popular que há males que vêem por bem. E este – mais do que provavelmente – parece ser o caso.
 
  Se não sabemos conviver com o futebol sem que este se torne um veículo anestesiador da urgência de lucidez e inteligência nas nossas existências ou um depressor em caso de derrota, o melhor é voltarmos mesmo à casa da partida.
  Tipo jogo do Monopólio.
 
  Lembram-se dos tempos em que metíamos o gordinho à baliza e escanzelávamos depois as caneças em futeboladas tarde fora, noite adentro?
 
  E não é para isso que nasceu e serve o desporto?

publicado por António Mateus às 16:08
link do post | comentar | favorito

SINALEIRO DIPLOMADO

(Foto Diário de Notícias)
 
Imagine-se! Um polícia sinaleiro licenciado em Ciências Sociais!
 
A notícia ocupa hoje três colunas no Correio da Manhã e os beneficiários directos da valorização académica de António Paixão; os transeuntes e automobilistas da Rua da Escola Politécnica.
 
Aos 46 anos de idade, António Paixão é um exemplo de dedicação e carinho à comunidade, com um empenho agora formalizado em diploma académico, conquistado na Universidade Aberta.

publicado por António Mateus às 13:24
link do post | comentar | favorito

EDUCAÇÃO PIDESCA

  Em saberes mais antigos, é pacífico que das melhores uvas se produz o vinho dos Deuses. Que da potenciação do melhor em cada ser humano se faz a diferença.     
   Mas a verdadeira sabedoria governativa está em fazer o produto final exceder a mera soma das partes.
 
  E isso, ao contrário do promovido através do corrente autismo administrativo, só é viável através do espírito colectivo, do vestir da camisola e do companheirismo entre quem rema no mesmo barco.
 
  Certo? Certo! Mas pelos vistos apenas noutros saberes. Ou noutras culturas.
 
  Desta vez o gume da espada corta cerce no campo docente (depois de já ter trucidado outras profissões), sob a bandeira autista da urgência de uma suposta avaliação reguladora (?).
 
  Será prioritário melhorar a auto-estima e as condições de trabalho de quem molda o futuro dos nossos filhos e da sociedade, ou afogá-los em burocracia, tratá-los como delinquentes e virá-los depois uns contra os outros através de uma avaliação pidesca?
 
  Quando uma sondagem da FNE indica que quatro em cinco professores abandonariam a docência antecipadamente, mesmo com penalização, se tal fosse possível, é tempo de arrepiar caminho  Dita a razão e a responsabilidade.
 
  Mas ditará mesmo? Creio que não. Porque a factura das asneiras governamentais, no campo pedagógico (como em tantos outros), só é apresentada quando os alunos de hoje se tornarem engenheiros no poder.
 
  Depois, entende-se tudo.

publicado por António Mateus às 11:54
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

NOSSAS CRIANÇAS

 

 A decisão é radical mas transpira de sabedoria e tem uma lógica de betão…ou do botão (de controlo da tv).

 

 O casal “hollywoodico” Angeline Jolie e Brad Pitt decidiu cortar radicalmente o acesso do filhos à televisão para combater as injecções comerciais embutidas nos programas infantis.

 

  Para este Natal, a decisão parece ter dado frutos;  asseguram que os rebentos optaram por brinquedos criativos. Nada de extravagante.

 

  E esta hein? Diria o nosso velho mestre, Fernando Pessa. 


publicado por António Mateus às 02:39
link do post | comentar | favorito

DEFENDAM OS PROFESSORES!

 

  

  O período de colocação de professores da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário, bem como da educação especial, aumenta já em 2009 de três para quatro anos.

 

  A alteração consta  em decreto-lei e determina que o novo concurso de professores, agendado para o próximo ano, tenha por isso efeitos até 2013.

 

  É uma pequena migalha, mais do que lógica, no sentido da estabilização de vida de quem constroi o futuro da nossa sociedade, uma lógica que urge estender a outras “rectaguardas” da profissão de docente.

 

  Ou bem que se pretende professores dedicados, talentosos e que vistam a camisola, ou se os crucifica, resumindo o apelo do exercício a “missionários”, carolas ou gente que a executa por frete ou impossibilidade de melhor emprego.

 

 

 


publicado por António Mateus às 02:12
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008

SAPATADAS VOADORAS

 

  É um dos insultos mais graves na cultura àrabe – atirar sapatos usados a alguém – mas no presente caso creio que seria “perfilhado” por qualquer...cultura, atendendo ao destinatário em causa.
 
 Pode ser que a moda pegue e a classe política seja desta forma chamada ao...sapato (vulgo...pedra) como tantas vezes apetece ao “bípede” menos...indiferente.
 
  Pelo menos é bem mais divertido do que ver jornalistas a metralhar perguntas sem ouvir respostas e faz melhor à saúde.
  - De quem atira os sapatos. De quem lhes foge. E de quem assiste.
 

publicado por António Mateus às 14:04
link do post | comentar | favorito

A VERGONHA DOS NOSSOS FILHOS

 
Sou dos “fora de moda” que fogem da “saison” na neve como o diabo da cruz.
 
  Mas dito isso, não tenho nada contra a alternância das estações (antes pelo contrário) e muito menos o equilíbrio ecológico do Planeta que um dia deixaremos a nossos filhos.
 
  A vergonha, na nossa cara, reside aí mesmo; cada vez é mais óbvio que a herança ecológica será uma vergonha na nossa consciência colectiva e individual.
 
  O problema está em esse “apêndice” ser para a esmagadora maioria de nós um “periférico descartável” (em linguagem de "computês" corrente).
 
  Se necessidade de provas houvesse, o alerta lançado hoje pela Organização Meteorológica Mundial diz tudo; o degelo do Ártico atingiu níveis recorde e a primeira consequência é o aquecimento dos Oceanos.
  A factura será paga por aqueles que trouxemos à vida e dizemos amar.
 

publicado por António Mateus às 11:55
link do post | comentar | favorito

A TERRA PAROU

 
 

 O DIA EM QUE A TERRA PAROU é um dos temas mais antigos de ficção científica, agora reposto em cinema por Hollywood.

 

 Mas é também uma quimera alegórica, um sonho de felicidade intemporal em que vamos aos poucos aprendendo a adicionar nosso existir.

 

  Isto, é claro, se soubermos pegar a vida num preencher de copo meio-cheio e com esse trampolim pintarmos um arco-íris dentro de nós.

 

  Enquanto essa sensação, que me abençoa,  for ainda um objectivo na sua viagem, deixo-lhe um mimo do trailer do dito filme.

 
  Bom dia! Trate de ser feliz!

publicado por António Mateus às 10:41
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

SER PROFESSOR

 

 


  Um velho professor assistia no páteo degradado da escola, ao atirar displicente de latas usadas pelos alunos, para o chão de cimento,  qual destino lógico dos desperdícios humanos.
 
  Há mais de 20 anos que ele se orfandara do existir e do saber de vida de sua companheira, que com ele arriscara a mais improvável das relações.
 
  Ela era toda vertigens de tocar, mudar e arriscar. Ele, um beirão reservado, homem dos xistos, vivendo a vida às arrecuas, como se no estacionar existencial em marcha atrás estivesse sempre seguro de poder fechar as escotilhas e partir.
 
  Ali, no páteo, da escola grafitada, ele assistia agora ao voo das latas amachucadas, e abençoava os tesouros de conversas por eles somados, ao longo dos anos, em que aprenderam a fundir olhares e carinhos.
 
  Numa sabedoria serenadora, conquistada com os brilhos de um. E do outro.
 
  Ela lhe pegara na mão da vida, semeando-lhe temperos que eram só dela. Diferentes dos dele. Ele, impregnara-os de existires, contemplações de tempos com outro tempo.
 
   Aos poucos, a vida somara-os um. Em pista única. Onde ele era agora corredor singular. Ou assim se sentia deste a morte dela.
 
  Até acordar professor. No coração e na vertigem, como se somara no existir com ela.
 
  Por isso, naquele dia, levantou-se do banco do páteo, sorriu aos alunos. Pegou numa das latas e depositou-a no lixo.
 
  Naquele instante, a companheira ressuscitou semente. Dentro de todos os que o viram desenhar um arco-íris, num brilho de lata.

publicado por António Mateus às 12:50
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2008

SUICÍDIO ASSISTIDO

 
 

    Há gestos que por si só, isolados, oscilam entre a comoção e a controvérsia, como foi o caso do suicídio assistido de um professor universitário, transmitido por uma TV britânica.

 

  Craig Ewert, de 59 anos,  descobriu em 2006 que sofria de uma doença neurológica degenerativa incurável.

 

  Decidiu então contactar uma empresa Suíça, a Dignitas, que executa suicídios assistidos e contratou-a para o efeito.

 

  Ao mesmo tempo acordou com um realizador de cinema executar um documentário sobre a sua vida e morte.

 

  Foi assim que os telespectadores da “Sky” assistiram ontem à última aula de um professor que quis, como a sua viúva indica, “enfrentar o fim da sua vida de uma forma honesta”.

 


publicado por António Mateus às 07:08
link do post | comentar | favorito

pesquisar

 

links

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Outubro 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds