Sexta-feira, 9 de Setembro de 2011

CAVALHEIROS É A VOSSA VEZ

 

Simplesmente espectacular a abertura do Campeonato Mundial de Rugby na Nova Zelândia.

 

Durante cerca de um mês, 20 países disputam um título que pertence nesta altura ao país de Nelson Mandela, mas, acima de tudo, é uma montra de algo que é para mim, de longe, o desporto colectivo mais completo.

 

Diz-se que o rugby é uma modalidade de arruaceiros praticada por cavalheiros mas, para mim que já a pratiquei ao mais alto nível, é uma escola de virtudes ao mais diverso nível, a começar pela inviabilidade do sucesso individual sem uma articulação colectiva.

 

Para os menos versados, é um confronto puramente físico; nada mais longe da verdade !

Seja como for, bem mais consensual, é o espectáculo de partilha que o video acima ilustra.

 

 

Já começou!

 

 

 


publicado por António Mateus às 18:38
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 31 de Dezembro de 2010

MELHORAR TODOS OS DIAS

 

Foi uma das experiências mais enriquecedoras da minha vida, no lema "melhorar todos os dias"!

 

Um projecto notável da Academia Ubuntu que semeia a luz no nosso mundo.

 

Obrigado!

 


publicado por António Mateus às 09:46
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 29 de Junho de 2010

APOSTA EM PORTUGAL

D.R.

O melhor ponta de rugby do mundo aposta em Portugal, 24 horas depois do capitão histórico dos "springboks" ter colocado a equipa das quinas a par da Argentina como seus favoritos.

Bryan Habana escreveu na sua página do twitter esperar que a chuva dê folga durante o Portugal-Espanha na Cidade do Cabo, em Sea Point, para benefício de um espectáculo onde aposta em Cristiano Ronaldo e companhia.

Habana é o ponta de rugby mais eficaz da actualidade, titular indiscutível dos Springboks, campeões mundiais em título.

O revelar dos favores de Habana (que aparece na foto ao lado de Nelson Mandela) surgiu 24 horas após o capitão histórico dos Boks, Victor Matfield, ter avançado Portugal e a Argentina como os seus favoritos à vitória final na prova em curso na África do Sul.

Ao marcar durante o último fim-de-semana frente à Itália o seu 38º ensaio, Habana igualou o antigo médio-de-formação sul-africano Joost Van der Westhuizen, como o melhor marcador da história do rugby do seu país.

 

D.R.


publicado por António Mateus às 14:24
link do post | comentar | favorito

PORTUGAL EMPRESTA LUZ DE MANDELA

 

A magia de Mandela enfeitiça Portugal!

 

Carlos Queiroz convidou o capitão histórico dos campeões mundiais de rugby de 1995 a partilhar com o selecionado português o segredo que converteu um "quinze" sul-africano (então) frágil animicamente no único conjunto que travou e bateu os "all blacks" do gigante Jona Lomu.

 

Uma epopeia retratada no filme Invictus ( "inconquistado" ou "inconquistável" em latim) onde Morgan Freeman e Matt Damon representam fielmente os papeis de Nelson Mandela e François Piennar.


Foi só uma das histórias reais mais comovedoras e cheia de luz que já testemunhei enquanto ser humano, primeiro, e jornalista, depois.

O próprio Mandela pediu a Morgan Freeman que interpretasse a sua personagem no filme cujo título é "importado" de um poema (1) publicado em 1857 pelo britânico William Ernest Henley e que era leitura de referência de Mandela durante os 27 anos por este cumpridos em prisão.

 

O filme aborda o visionarismo de como um líder político negro – Nelson Mandela – e um líder desportivo branco – François Piennaar (capitão da selecção de rugby sul-africana) protagonizaram um abraço racial “mágico” num país que ameaçava explodir em guerra civil.
O lendário capitão sul-africano partilhou agora com a selecção portuguesa os segredos motivacionais que tornaram a equipa do seu país num conjunto imbatível, a começar pelo vivenciar do poema de Invictus, que foi um dos pilares de verticalidade do próprio Mandela.

(1) Invictus
Out of the night that covers me,
Black as the Pit from pole to pole,
I thank whatever gods may be
For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance
I have not winced nor cried aloud.
Under the bludgeonings of chance
My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears
Looms but the Horror of the shade,
And yet the menace of the years
Finds, and shall find, me unafraid.

It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll.
I am the master of my fate:
I am the captain of my soul.


publicado por António Mateus às 11:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

GIGANTE APOSTA EM PORTUGAL

O capitão bi-campeão mundial de rugby deu um voto de confiança na selecção portuguesa ao colocar Portugal e Argentina como os favoritos ao título em disputa na África do Sul.

O gigante Victor Matfield é hoje citado na imprensa sul-africana a assumir que apesar de não ser exactamente um perito em futebol (num país onde os brancos apostam mais no rugby e no criquete), o vencedor da prova sairá do duo Portugal-Argentina.

A propósito da controvérsia sobre a utilização das novas tecnologias para defesa da verdade desportiva no futebol, à semelhança do que já se verifica há mais de 10 anos no rugby, Matfield assumiu a sua perplexidade;

-  "Não entendo porque não se usam as tecnologias no desporto mais rico do mundo"


publicado por António Mateus às 18:40
link do post | comentar | favorito
Domingo, 14 de Fevereiro de 2010

FAROL DE LUZ

 

   Palavras perfeitas, pedras preciosas no sentir.

 

   "Invictus" de Wlliam Ernest Henley, que "farolou" a verticalidade de Nelson Mandela durante 27 anos de prisão e a coerência do seu até hoje existir.

 

  E serviu de título ao filme que nos deslumbra actualmente nos cinemas.

  A mim, me arrepia e comove. 



Invictus


Out of the night that covers me,

black as pit from pole to pole,

I thank whatever gods may be

for my unconquerable soul.


In the fell clutch of circunstance

I have not winced nor cried aloud.

Under de bludgeonings of chance

my head is bloody but unbowed.


Beyond this place of wrath and tears

looms but the horror of the shade

and yet the menace of the years

finds - and shall find - me unafraid.


It matter not how straight the gate,

how charged with punishments the scroll.

I am the master of my fate;

I am the captain of my soul.

 

 

 


publicado por António Mateus às 14:33
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

ESTRELA NO CÉU

 

   Foi um dos principais “cúmplices” na magia inscrita no filme “Invictus”, centrado em Nelson Mandela e estreado quinta-feira em Portugal

 

   Ruben Kruger soube que sofria de cancro cinco anos após ter sido considerado o melhor jogador da selecção sul-africana que se tornou campeâ mundial de rugby em 1995.

 

   Um feito conseguido contra todos os augúrios e quando a África do Sul enfrentava um cenário de guerra civil, evitado também pelo abraço que Mandela deu à minoria branca através do rugby.

 

   Década e meia depois, um dos principais motores dessa viragem morreu a dois meses de completar quarenta anos.

 

   Kruger tinha apenas 30 anos quando desmaiou durante um jogo. Todos acreditavam estar no topo das suas faculdades físicas mas sofria afinal de um cancro no cérebro.

 

   O “bom gigante”, como era conhecido entre amigos e os media sul-africanos, deixou-nos na véspera da estreia do filme “Invictus” em Portugal.

 

 

 


publicado por António Mateus às 14:45
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010

MANDELA NO TELEJORNAL

 

 

   Um arco-íris hoje à noite; no final do Telejornal, RTP1, por volta das 20H45!


   Um cheirinho da antestreia do filme "Invictus", a magia de Nelson Mandela pela primeira vez imortalizada num filme incontornável.


   Morgan Freeman e Matt Damon no seu melhor sob a direcção de Clint Eastwood.


   Não perca...a peça assinada pela jornalista Margarida Neves de Sousa e, depois, um filme que o/a vai tocar de muitas formas.


publicado por António Mateus às 18:30
link do post | comentar | favorito

ANTE-ESTREIA DE LUZ

 

   Foram duas horas de luz e empatia. Fora e dentro da tela.

 

   Desde actuais e antigos governantes até à selecção nacional de râguebi em peso, foi unânime o aplauso do público à ante-estreia ontem à noite em Lisboa do filme Invictus, assinado por Clint Eastwood.

 

   Para mim, soube, apesar de tudo, a pouco o retrato da magia de Nelson Mandela e talvez tenha sido menos bem conseguida passagem da tensão do jogo que sustenta o enredo (talvez por viver o rugby como antigo atleta internacional).

 

   Se calhar, também, por ter assistido ao vivo ao referido jogo e ter acompanhado Mandela quase desde a sua libertação, em Fevereiro de 1990, até ao fim do seu mandato como primeiro presidente não branco da África do Sul.

 

   Mas, na essência, fui dos que se comoveu (desavergonhadamente) com o reviver da magia com que Madiba transformou uma África do Sul à beira da guerra civil, num país de arco-íris.

  Farol da humanidade!

 


publicado por António Mateus às 13:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

LIÇÃO DE VIDA

 

   Estreia amanhã em Portugal um filme-lição-de-vida.

 

   A Embaixada da África do Sul deu-me a honra de ser um dos oradores hoje, na ante-estreia em Lisboa, de Invictus, um filme realizado por Clint Eastwood sobre um gesto mágico de Nelson Mandela.

 

   O livro-base de John Carlin (meu colega-correspondente na altura na África do sul) faz jus em rigor, luz e dimensão ao abraço deslumbrante que reconciliou um país à beira da guerra civil.

 

   E mais não digo! Vejam o filme. É dos documentos mais deslumbrantes a que assisti em toda a minha vida.

 

 

 


publicado por António Mateus às 12:17
link do post | comentar | favorito

TRANSLATE THIS BLOG TO ANY LANGUAGE

António Mateus

Escritor e jornalista. Nasceu em 1960 em Castelo Branco, filho de uma socióloga e de um Oficial de Cavalaria. Licenciado pela UTL e iniciou a sua actividade jornalística no jornal O Globo em 1982. Continuar a ler (...)

Os meus livros

Selva Urbana, edições Colibri. "Selva Urbana – ponte entre olhares e sensibilidades de dois mundos, duas culturas, dois continentes, situações humanas comuns – é uma sequência de retratos publicados em colunas semanais num jornal diário de cariz económico, Jornal de Negócios (...) Comprar

Homens vestidos de peles diferentes, editora Ulmeiro. Comprar.

pesquisar

 

links

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Outubro 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds