Sexta-feira, 13 de Janeiro de 2012

CORAÇÃO DE MÃE

 

 

Uma portuguesa está a chefiar um projecto sul-africano de apoio a mulheres e crianças vitimas de violações.

 

A sua história e das mulheres por ela socorridas contada no programa da Linha da Frente, da RTP, em Coração de Mãe, uma força mais poderosa do que a natureza.

 

 


publicado por António Mateus às 18:18
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 21 de Outubro de 2010

MANDELA - A PESSOA

 

A 11 de Novembro é lançado em Portugal o livro que explica como Nelson Mandela se transformou num dos herois do nosso tempo.

 

Prefaciado por António Vitorino, o livro MANDELA - A construção de um homem inclui um posfácio com Graça Machel onde se revelam brechas humanas de um homem profundamente cioso da sua intimidade.

 

Alguém que sempre sublinhou estar longe de ser um santo, a menos que víssemos - nas suas palavras - um santo como um pecador que continua a tentar.

 

Um retrato de um homem que se soube construir, mudando-se a si primeiro para poder, depois,transformar o mundo à sua volta, pelo exemplo de positivismo, humildade e redenção.

 

 

 

 

 

 


publicado por António Mateus às 10:03
link do post | comentar | favorito
Domingo, 10 de Outubro de 2010

MANDELA DE PERTO

 

"Não sou um santo a não ser que vejam num santo um pecador que continua a tentar" - Nelson Mandela


publicado por António Mateus às 05:36
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

ACORDEI NA ÁFRICA DO SUL

 

Documento que diz mais do que milhões de palavras...

 

Passam hoje 20 anos que fui colocado como jornalista na África do Sul

...e, no coração, nunca mais de lá saí!


publicado por António Mateus às 17:03
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Junho de 2010

MANDELA DAY

 

Durante 10 anos vi este homem sair da prisão e deslumbrar o mundo. Transformar cépticos e racistas num abraço de arco-íris.

 

Obrigado à agencia Lusa que me proporcionou essa experiência única como jornalista, em particular a três chefes excepcionais; Eduardo Oliveira e Silva, Luis Marinho e Luisa Ribeiro.

 

Em Outubro vou-vos contar tudo num livro!

Amba Kahle Madiba!

 


publicado por António Mateus às 12:08
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Junho de 2010

APOIE ABRAÇO HUMANO

 

Faça a diferença, seja parte de um projecto humano exemplar.

 

Quarenta jornalistas de tvs, rádios e imprensa escrita escrevemos o livro de contos "Histórias sem aquele era uma vez", cuja receita reverte integralmente para uma iniciativa de apoio a meninas vítimas de tráfico social na Guiné-Bissau.

 

Cada comprador de um livro torna-se assim parte desse abraço global a crianças que são de todos nós.

 

Veja acima a reportagem dos meus colegas e amigos Luis castro e Nuno Patrício que deu origem a este projecto.

 

O livro pode ser comprado na maioria das livrarias em Portugal ou via internet, à Porto Editora, através do  link:

 

http://www.wook.pt/ficha/historias-sem-aquele-era-uma-vez/a/id/7190111/filter

 

 

 

 


publicado por António Mateus às 13:04
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 28 de Maio de 2010

LIVRO POR BEM

Jornalistas "concorrentes" unidos num projecto de todos nós.

 

O livro de contos  "Histórias sem aquele era uma vez" é um colinho que pretendemos dar a meninas vítimas de tráfico sexual na Guiné-Bissau.

 

Eu sou apenas um dos 40 jornalistas que aderiu ao projecto de rescrevermos contos tradicionais portugueses num livro cuja receita reverterá integralmente para a viabilização de a ONG SOS Crianças Talibés.

 

O projecto teve por motor o meu colega e amigo Luis Castro, que detectou e denunciou esta rede de tráfico durante uma reportagem na Guiné-Bissau.

 

Torne-se parte desta ponte de carinho. O projecto também é seu. É de todos os que acreditamos num Mundo melhor e queremos fazer por isso. Obrigado. A si!

 


publicado por António Mateus às 16:40
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Segunda-feira, 26 de Abril de 2010

ASNEIRAS FIFA

 

 

Na visão eurocêntrica, tende-se a atribuir os engulhos do Mundial na África do Sul a supostas limitações africanas quando a prática  tem revelado outra realidade bem diferente;

 

- Os problemas mais graves têm radicado na ignorância como se olha para a África do Sul,  como foi o caso da venda de bilhetes para os jogos do Mundial.

 

O secretário-geral da FIFA deu finalmente a mão à palmatória, assumindo o erro de se ter optado pelo retalho via internet, num país onde o futebol é a modalidade preferida da maioria negra (os brancos preferem o rugby e o críquete), que tem - percentualmente - um acesso diminuto à web.

 

A prova é que assim que se passou para a chamada quinta fase de vendas (feita ao balcão) houve uma avalancha de pedidos no país anfitrião. E a menos de dois meses do pontapé de saída, estima-se agora uma assistência média de 95 por cento em todos os jogos.

 

Já o alertei (e reafirmo) durante as acções de formação que tenho feito a jornalistas designados para cobertura do Mundial na África do Sul; é um erro crasso olhar-se para o modus operandi neste Mundial como se fez nos anteriores.

 

...e o que mais receio não é a eventual ocorrência de incidentes de segurança mas a irresponsabilidade de se perder, por ignorância (e decorrente arrogância), a oportunidade rara de os media nos adicionarem saberes.... em vez de lugares comuns.


publicado por António Mateus às 13:56
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

ROSS DUNN - "amba kahle"!

 

 

   Há cinco anos que é uma estrela do céu, o melhor jornalista que conheci na vida e me deu o imenso prazer de ser meu amigo.

 

   Ross Dunn nasceu há 55 anos na Austrália, e era um dos mais brilhantes jovens jornalistas do seu país quando foi colocado na África do Sul, logo após a libertação de Nelson Mandela.

 

   Dele era um sentido de justiça e um humanismo únicos. Uma pena ágil, coragem e  verticalidade, só comparáveis a uma imbatível atracção pelo precipício no campo afectivo, finalmente redimida em Israel onde uma doença fatal lhe traiu o sorriso.

 

   Dele era esta expressão única (*)...minha, a saudade imensa de um amigo e de um jornalista únicos.

 

   Até já meu amigo! (amba kahle - em zulu)

 

(*)  He used to joke that all subeditors had a secret button on their keyboards called the BLB - the Best Line Button. Hit the button and it would automatically search out the best line in the story (in the reporter's view) and delete it.


publicado por António Mateus às 18:49
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 14 de Julho de 2009

JORNALISMO IGNORANTE DE ANGOLA/ÁFRICA

  

   É indicativo da nova realidade da sociedade portuguesa que, pelos vistos, só passa ao lado das prioridades editoriais dos nossos media.

 

   Angola é indiscutivelmente o maior foco de interesse externo do empresariado português e da nossa emigração mas ninguém o diria se tivesse por base de análise os nossos jornais/telejornais.

 

   E o motivo é só um: alguém inventou - acreditem ou não os não-jornalistas - que África "não faz audiências" (eu diria que o problema é antes a cada vez maior ignorância sobre o tema de quem define os alinhamentos).

 

  Mas como a vida prossegue o seu rumo, mesmo à revelia dos media (que paradoxo!) os dados agora revelados pelo SEF não deixam margem para dúvidas; pela primeira vez desde a independência de Angola o número de emigrantes angolanos em Portugal baixou.

 

   De 32.728 passaram a 27.619, no ano passado, enquanto o número de portugueses que procuram Angola não pára de aumentar e só é de alguma forma restringido pelas dificuldades na obtenção de vistos.

 

   É caso para dizer; acordem jornalistas!

 

   África e Angola têm de assumir nas páginas e alinhamentos dos nossos jornais o mesmo relevo que ganham cada vez mais junto dos portugueses senão admirem-se de um dia fazerem jornais só  para consumo dos amigos e da respectiva família.

 


publicado por António Mateus às 18:49
link do post | comentar | favorito

TRANSLATE THIS BLOG TO ANY LANGUAGE

António Mateus

Escritor e jornalista. Nasceu em 1960 em Castelo Branco, filho de uma socióloga e de um Oficial de Cavalaria. Licenciado pela UTL e iniciou a sua actividade jornalística no jornal O Globo em 1982. Continuar a ler (...)

Os meus livros

Selva Urbana, edições Colibri. "Selva Urbana – ponte entre olhares e sensibilidades de dois mundos, duas culturas, dois continentes, situações humanas comuns – é uma sequência de retratos publicados em colunas semanais num jornal diário de cariz económico, Jornal de Negócios (...) Comprar

Homens vestidos de peles diferentes, editora Ulmeiro. Comprar.

pesquisar

 

links

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Outubro 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds