Sexta-feira, 3 de Setembro de 2010

EDUCAÇÃO EM SALDOS

 

Pode parecer um problema dos outros. Antes o fosse.

 

Anos sucessivos a baixar a fasquia do ensino para melhorar as taxas de suposto sucesso escolar, a desautorizar professores, a aprovar alunos calinos que completam licenciaturas a mal escrever sequer em português, conduz ao quê?

 

O mais fantástico é que há mesmo quem acredite que se está a melhorar, que os estudantes agora pensam melhor do que há umas décadas atrás, quando os alunos eram forçados, imagine-se, a memorizar matérias, e não transitavam de ano sem dominarem, no mínimo, 50 por cento dos conteúdos ou das destrezas requeridos.

 

E a factura já se está a pagar, quando a actual geração de pais jovens - formada nessa iluminação educativa - perdeu a noção da escala da gravidade da herança que vai deixar aos próprios filhos. Porque ninguém sente a falta do que desconhece.

 

Uma sociedade que não procura a excelência, não define um perfil de homem a formar, é como um sprinter que corre às cegas sem ver a pista.

Irá ter a um lado qualquer. Certamente! A grande velocidade; também.

E, com igual probabilidade, estampar-se-à algures.

 

 


publicado por António Mateus às 11:19
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 11 de Junho de 2010

A NOSSA DOR DE MANDELA

 

Só uma vez vi Nelson Mandela com lágrimas nos olhos, quando recordou a morte brutal do filho mais velho - enquanto cumpria uma pena de prisão perpétua - e o governo de Pretória o impediu de se despedir do primogénito e de assistir ao seu funeral.

 

Na hora do anúncio de que não iria recandidatar-se à presidencia, explicou-nos (aos jornalistas acreditados na África do Sul) que pretendia dedicar o resto da sua vida aos netos e bisnetos, já que a sua luta de vida o impedira de ser o pai sonhado por seus filhos.

 

Só posso imaginar a dor imensa que o trespassa agora, depois de a sua bisneta mais chegada, Zenani, ter morrido num desastre brutal de viação, dois dias depois de completar 13 anos.

 

Ele, o homem que de despediu com um "até já", quando se ajoelhou, junto à sepultura de Joe Slovo, o branco mais senior que com ele remou contra o fim do sistema de apartheid na África do Sul.

 

Ambha Kahlé (até já - em língua zulu) Madiba!


publicado por António Mateus às 21:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 6 de Abril de 2010

DILÚVIO AFOGA RIO DE JANEIRO

É um pesadelo que regressa ao Rio de Janeiro.

 

Em menos de 24 horas caiu na região uma pluviosidade superior à que provocou o caos na cidade em 1966.

 

As autoridades estaduais temem que a saturação dos morros pelas chuvas persistentes provoque deslizamentos de terras devastadores, dos morros sobre os espaços urbanos.

 


publicado por António Mateus às 17:18
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 30 de Março de 2010

BÊBEDO TENTAR REANIMAR ANIMAL MORTO

Nos Estados Unidos um homem foi preso quando fazia respiração boca-a-boca a um gambá, dias após este ter morrido numa via-rápida.

 

O incidente ocorreu 105 km a nordeste de Pittsburgh, Estado da Pensilvânia e foi reportado por diversas redes internacionais, incluindo a BBC (http://news.bbc.co.uk/2/hi/americas/8591303.stm).

 

O gambá é conhecido por se fingir morto, quando se sente ameaçado, mas neste caso estava-o de facto para surpresa do seu benfeitor, que não deu por nada por se encontrar em estado "avançado" de embriaguez.

 

Entretanto deixo-lhe esta "pérola" em vídeo (registada na Rússia) resultante do consumo excessivo de álcool.

 


publicado por António Mateus às 13:20
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Março de 2010

TELEMÓVEIS (VIDEO CHOCANTE) !

   Se é impressionável não veja este video!


   É um documento chocante feito pela autoridades galesas para demover as pessoas de falarem ao telemóvel enquanto conduzem.


...mas chocante é também a ligeireza com que uma parte substancial das pessoas lidam com este problema.


     Não seja uma delas!


     Pense nos seus filhos ou em quem ama...se pensar em si não basta!

 


publicado por António Mateus às 16:19
link do post | comentar | favorito

OCEANO DE LAMA

 

   Três aldeias inteiras desapareceram sob um mar de lama que desceu das montanhas em Bududa, Uganda.

 

   Tudo aconteceu a 250 kms da capital do país, Campala, mas poderia ter sido na própria cidade que a impotência dos seres humanos perante a força da natureza não diferiria, apenas o rescaldo de vítimas...em escala.

 

   As chuvas e aluviões são um fenómeno recorrente naquela região tropical, montanhosa, mas não há ali memória de algo tão devastador.

 

   Na vizinha vila de Nametsi, familiares e amigos de residentes das três povoações atoladas aguardavam em dor o resultados das buscas artesanais que estão a ser feitas por militares e equipas de salvamento.

 

   Muitas das vítimas encontravam-se a participar num serviço religioso quando um mar de lama arrastou a Igreja antes de esta ruir sobre quem se encontrava no interior do edificio.

 


publicado por António Mateus às 12:13
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

TEMPESTADE PERFEITA

 

   Titulo de primeira página do diário espanhol El Mundo para a "borrasca" que avança sobre a península ibérica e que já "deu corpo" a filme homónimo protagonizado por George Clooney e cia.


   Casa arrombada trancas à porta. Depois do desastre que atingiu a Madeira, presta-se agora atenção redobrada aos avisos dos observatórios metereológicos para a depressão que avança no Atlântico.


   É claro que morrerá solteira a responsabilidade de quem permitiu construções violadoras das mais básicas premissas de segurança e ignorou depois sucessivos avisos de que seria apenas uma questão de tempo a ocorrência de um desastre.

 

   Em terras de "nuestros hermanos" antecipam-se para sábado rajadas máximas de 160 kms por hora, no norte do país.

   Entre eles e a borrasca vamos estar nós....

   Vai ser um fim-de-semana de respeito pela natureza.

 

 


publicado por António Mateus às 20:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 15 de Janeiro de 2010

FRAGILIDADE HUMANA

 

   Um hotel de luxo desfeito com a fragilidade de um castelo de cartas.

 

   Equipas de emergência travam uma luta contra-relógio para resgatar sobreviventes entre os escombros daquilo que foi uma cidade...a capital haitiana.

 

   Num país de população com dimensão idêntica à portuguesa, vegeta-se na rua e, à medida que os dias se somam, agrava-se o desespero de quem luta pela sobrevivência.

 

   A ajuda humanitária chegou desta vez em quantidades maciças, mas o aeroporto de Port au Prince não tem meios para descarregar os contentores de alimentos, medicamentos e outros donativos internacionais.

 

   A fragilidade humana deixada a nú. Não será tempo de revermos o autismo em que vivemos e as ilhas de solidão que vamos construindo à nossa volta?

 

 

http://abcnews.go.com/video/playerIndex?id=9566244

 

 


publicado por António Mateus às 13:25
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010

UM SÓ MUNDO

 

 

   Se dúvidas houvesse a tragédia do Haiti deixou-o bem claro; este é um só Mundo!


   Ninguém pode ficar indiferente à tragédia que se abateu  sobre um país de mais nove milhões de pessoas, uma população próxima da portuguesa e na sua esmagadora maioria pobre.


   A Save the Children fala de mais de dois milhões de crianças afectadas e que muitas delas terão ficado orfâs ou feridas.


   Enquanto isso, familiares e amigos de pessoas desaparecidas, escavam com as próprias mãos entre ruínas de prédios de cimento, guiados pelos gemidos e gritos de vítimas ainda sobreviventes.


   Nos Estados Unidos, Barack Obama já o afirmou; este é um tempo de a humanidade dar as mãos. O sofrimento haitiano é de todos nós.

 


publicado por António Mateus às 21:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

HAITI DE JOELHOS

 

   Uma aflição sem fronteiras!
 
  
   Ninguém sabe, nem por aproximação, o número de vítimas mortais do terramoto que devastou o Haiti, mas já se fala em mais de meio milhão de mortos.
 
   Haitianos no estrangeiro desesperam com a falta de notícias sobre familiares e amigos.
 
   Naquela antiga colónia francesa, “descoberta” por Cristóvão Colombo, a natureza esmagou a humanidade à sua dimensão real.
 
   Milhões de pessoas postas de joelhos nas Caraíbas, num desastre semelhante ao destruiu a Grande Lisboa há três séculos.
 
   A escala do sofrimento é inenarrável.
   Dezenas de países, da China aos Estados Unidos, já estão a preparar operações de ajuda de emergência.
 

publicado por António Mateus às 18:45
link do post | comentar | favorito

TRANSLATE THIS BLOG TO ANY LANGUAGE

António Mateus

Escritor e jornalista. Nasceu em 1960 em Castelo Branco, filho de uma socióloga e de um Oficial de Cavalaria. Licenciado pela UTL e iniciou a sua actividade jornalística no jornal O Globo em 1982. Continuar a ler (...)

Os meus livros

Selva Urbana, edições Colibri. "Selva Urbana – ponte entre olhares e sensibilidades de dois mundos, duas culturas, dois continentes, situações humanas comuns – é uma sequência de retratos publicados em colunas semanais num jornal diário de cariz económico, Jornal de Negócios (...) Comprar

Homens vestidos de peles diferentes, editora Ulmeiro. Comprar.

pesquisar

 

links

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Outubro 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds