Segunda-feira, 7 de Novembro de 2011

COMO SE FORMA O CORPO

Cientistas da Universidade de Lausana descobriram a raiz da da modelagem da forma do corpo.

 

Mice don’t have tails on their backs, and their ribs don’t grow from lumbar vertebrae. And for a good reason. EPFL scientists have discovered the mechanism that determines the shape that many animals take – including humans, blue whales, and insects.
Why don’t our arms grow from the middle of our bodies? The question isn’t as trivial as it appears. Vertebrae, limbs, ribs, tailbone ... in only two days, all these elements take their place in the embryo, in the right spot and with the precision of a Swiss watch. Intrigued by the extraordinary reliability of this mechanism, biologists have long wondered how it works. Now, researchers at EPFL (Ecole Polytechnique Fédérale de Lausanne) and the University of Geneva (Unige) have solved the mystery. Their discovery will be published October 13, 2011 in the journal Science.

The embryo is built one layer at a time
During the development of an embryo, everything happens at a specific moment. In about 48 hours, it will grow from the top to the bottom, one slice at a time – scientists call this the embryo’s segmentation. “We’re made up of thirty-odd horizontal slices,” explains Denis Duboule, a professor at EPFL and Unige. “These slices correspond more or less to the number of vertebrae we have.”

Every hour and a half, a new segment is built. The genes corresponding to the cervical vertebrae, the thoracic vertebrae, the lumbar vertebrae and the tailbone become activated at exactly the right moment one after another. “If the timing is not followed to the letter, you’ll end up with ribs coming off your lumbar vertebrae,” jokes Duboule. How do the genes know how to launch themselves into action in such a perfectly synchronized manner? “We assumed that the DNA played the role of a kind of clock. But we didn’t understand how.”


publicado por António Mateus às 09:15
link do post | comentar | favorito

TRANSLATE THIS BLOG TO ANY LANGUAGE

António Mateus

Escritor e jornalista. Nasceu em 1960 em Castelo Branco, filho de uma socióloga e de um Oficial de Cavalaria. Licenciado pela UTL e iniciou a sua actividade jornalística no jornal O Globo em 1982. Continuar a ler (...)

Os meus livros

Selva Urbana, edições Colibri. "Selva Urbana – ponte entre olhares e sensibilidades de dois mundos, duas culturas, dois continentes, situações humanas comuns – é uma sequência de retratos publicados em colunas semanais num jornal diário de cariz económico, Jornal de Negócios (...) Comprar

Homens vestidos de peles diferentes, editora Ulmeiro. Comprar.

pesquisar

 

links

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Outubro 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds