Terça-feira, 29 de Junho de 2010

PORTUGAL EMPRESTA LUZ DE MANDELA

 

A magia de Mandela enfeitiça Portugal!

 

Carlos Queiroz convidou o capitão histórico dos campeões mundiais de rugby de 1995 a partilhar com o selecionado português o segredo que converteu um "quinze" sul-africano (então) frágil animicamente no único conjunto que travou e bateu os "all blacks" do gigante Jona Lomu.

 

Uma epopeia retratada no filme Invictus ( "inconquistado" ou "inconquistável" em latim) onde Morgan Freeman e Matt Damon representam fielmente os papeis de Nelson Mandela e François Piennar.


Foi só uma das histórias reais mais comovedoras e cheia de luz que já testemunhei enquanto ser humano, primeiro, e jornalista, depois.

O próprio Mandela pediu a Morgan Freeman que interpretasse a sua personagem no filme cujo título é "importado" de um poema (1) publicado em 1857 pelo britânico William Ernest Henley e que era leitura de referência de Mandela durante os 27 anos por este cumpridos em prisão.

 

O filme aborda o visionarismo de como um líder político negro – Nelson Mandela – e um líder desportivo branco – François Piennaar (capitão da selecção de rugby sul-africana) protagonizaram um abraço racial “mágico” num país que ameaçava explodir em guerra civil.
O lendário capitão sul-africano partilhou agora com a selecção portuguesa os segredos motivacionais que tornaram a equipa do seu país num conjunto imbatível, a começar pelo vivenciar do poema de Invictus, que foi um dos pilares de verticalidade do próprio Mandela.

(1) Invictus
Out of the night that covers me,
Black as the Pit from pole to pole,
I thank whatever gods may be
For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance
I have not winced nor cried aloud.
Under the bludgeonings of chance
My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears
Looms but the Horror of the shade,
And yet the menace of the years
Finds, and shall find, me unafraid.

It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll.
I am the master of my fate:
I am the captain of my soul.


publicado por António Mateus às 11:39
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Ana a 29 de Junho de 2010 às 14:35
Hoje, como em outros dias, recomendo a visita ao teu blog aos meus alunos, sinto que os vai acrescentar em algo, Parabéns, passas uma vivência muito autêntica e pura...Vamos ver, se todos juntos logo conseguiremos ganhar este desafio de hoje:)

Beijinhos,
Ana


Comentar post

TRANSLATE THIS BLOG TO ANY LANGUAGE

António Mateus

Escritor e jornalista. Nasceu em 1960 em Castelo Branco, filho de uma socióloga e de um Oficial de Cavalaria. Licenciado pela UTL e iniciou a sua actividade jornalística no jornal O Globo em 1982. Continuar a ler (...)

Os meus livros

Selva Urbana, edições Colibri. "Selva Urbana – ponte entre olhares e sensibilidades de dois mundos, duas culturas, dois continentes, situações humanas comuns – é uma sequência de retratos publicados em colunas semanais num jornal diário de cariz económico, Jornal de Negócios (...) Comprar

Homens vestidos de peles diferentes, editora Ulmeiro. Comprar.

pesquisar

 

links

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Outubro 2012

Junho 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

todas as tags

subscrever feeds